Moda versus arte e a lei Rouanet

Recentemente política e moda se cruzaram, gerando um grande conflito por conta da lei Rouanet, que por sua vez é uma lei federal de incentivo à cultura brasileira e institui políticas públicas, permitindo que empresas e pessoas físicas apliquem uma parte do Imposto de Renda em ações culturais. Ou seja, em outras palavras, faz com que os cidadãos brasileiros invistam na cultura.

A senadora Marta Suplicy foi a responsável por autorizar o uso do dinheiro público para a moda, mais especificamente para três estilistas desfilarem suas coleções dentro e fora do país. São eles Pedro Lourenço, Alexandre Herchovitch e Ronaldo Fraga.

Ronaldo-Fraga-1

Ronaldo Fraga

pedro lourenço

Pedro Lourenço

 

alexandre-herchcovitch

Alexandre Herchovitch

 

desfiles e gastos

 

  • Pedro Lourenço: levará 2 coleções (em março e outubro de 2014) inspiradas em Carmen Miranda para a semana temporada de Paris. Ele recebeu a autorização para gastar R$2,8 milhões.

 

  • Alexandre Herchovitch: terá uma coleção feminina que trata do movimento de antropofagia cultural misturando as culturas inseridas no nosso país e focando no passado colonial, no contato dos europeus com os povos ameríndios. Sua coleção será desfilada na semana de moda de São Paulo (SPFW) e de Nova York. Ele terá a verba de R$ 2,6 milhões.

 

  • Ronaldo Fraga: um estilista que tem a cultura brasileira muito presente no processo criativo, fará duas coleções inspiradas em nomes como Mário de Andrade, João Cabral de Melo e Espedito Seleiro (este último, um artesão). Ele receberá R$ 2 milhões pelo seu projeto.

 

moda x arte

 

Sempre houve a velha discussão de que moda não é arte, nem cultura e que há muito preconceito para com a indústria. Alexandre Herchovitch, falando com o portal FFW confirmou que já foi barrado com diversos projetos no Ministério da Cultura por ter levado-os até lá como estilista e que quando o substituiu por artista, as coisas mudaram. Além do fato de que não exista nenhum representante dentro do ministério que tenha alguma formação ou informação sobre o assunto.

 

Inclusive, citando Malcolm Barnard (autor do livro Moda e Comunicação), o uso de roupas é uma forma das pessoas se expressarem, além de muitas vezes definir seus papéis sociais, portanto a moda é um fenômeno cultural porque a cultura pode ser entendida como um sistema de significados, de maneira que que as experiências, valores e crenças se comunicam e são expressados.

 

A senadora Marta Suplicy também afirmou que interviu pois o conselho não entende o conceito de moda como cultura, além de acreditar que é importante buscar a internacionalização do nosso país além do carnaval, futebol e samba e criar novos símbolos para o Brasil, a moda seria uma dessas maneiras.

 

Outra grande polêmica gerada em torno do assunto, além dos R$ 7 milhões, é o fato de que a moda gira em torno de eventos muito fechados, onde apenas convidados tem o direito de prestigiar. No entanto, os três estilistas estão com planos para que o setor se abra mais para o público em suas coleções.

 

pedro lourenço_coleção Pedro Lourenço fará 5 workshops gratuitos nos meses finais do projeto e distribuirá 480 convites para os desfiles através da ordem de inscrição.

alexandre herchovitch_colecao verao 13 e 14

Alexandre Herchovitch deixará 20% dos convites para os desfiles em NY e São Paulo para os jornalistas e patrocinadores, enquanto o restante ficará disponível para quem tiver interesse. Também, no final das temporadas, todo o material será doado para locais como Museu da Cidade de São Paulo (20%); Museu da Moda do RJ (20%); Senac SP (20%) e outros locais.

colecao ronaldo fraga

Ronaldo Fraga, por sua vez irá disponibilizar 320 convites para o público, além de pensar em fazer uma mostra têxtil futuramente.

 

 

O que vocês acham? A senadora usou o dinheiro público para algo fútil e que nada tem a ver com arte e cultura, ou que vale a pena sim investir na moda e que ela poderia levar a cultura brasileira para outros países?

 

flavia machado

 

 

 

 

 

 

 

 

Fontes:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Lei_Rouanet

http://oglobo.globo.com/cultura/marta-suplicy-eles-nao-entenderam-moda-como-cultura-9660255

http://ffw.com.br/noticias/moda/desfiles-financiados-pela-lei-rouanet-entenda-a-polemica-e-conheca-as-contrapartidas-das-marcas/

Imagens: TUMBLR

Anúncios

Uma opinião sobre “Moda versus arte e a lei Rouanet

  1. Se artistas renomados e já estabelecidos no mercado como Cláudia Leite, Ivete Sangalo, etc, conseguem dinheiro pela Lei Rouanet para fazer shows, por que estilistas renomados não podem?
    Mas eu gostei do aspecto que você ressaltou, é interessante consolidar a imagem do nosso país lá fora em outros mercados, é bom para os nossos empresários e consequentemente é bom para a nossa economia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s